quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Momento Poesia - 6ª Série



Olá galera!!

Mais uma rodada do Momento Poesia.

Desta vez as poesias são da 6ª série.

O que está esperando? Clica no player e aproveita o momento.

Coordenação: Professora Andréia Plentz

Edição: Professora Vilma Fátima Lema




quarta-feira, 18 de agosto de 2010

REESCRITA DOS CLÁSSICOS LITERÁRIOS

Foi desenvolvido um projeto de literatura com a 6ª, 7ª e 8ª série. Iniciou-se selecionando os clássicos literários para cada série e os alunos então leram os livros selecionados. Na sequência houve explosão de idéias e formação de grupos para refletirem como os clássicos literários aparecem na realidade vivida hoje. Após essa reflexão, foi feita a reescrita dos clássicos literários na atualidade. As turmas também olharam o filme: “Xuxa em o mistério de Feiurinha”; como também muitos alunos leram o livro do escritor Pedro Bandeira: “O fantástico mistério de Feiurinha”. Finalizou-se o trabalho com uma gincana cultural sobre os clássicos e encerrou-se com um teatro desenvolvido pela 7ª série.
Coordenação da Professora Andréia Plentz
Abaixo dois textos que foram reescritos na atualidade.

Reescrita do clássico “Três Porquinho”
Os três irmãos negros e o racista

Marlon, Dieson e David eram irmãos. A cor da pele deles era escura como a noite. Eram negros e muito bonitos. Os três irmãos moravam no interior de uma cidade pequena. A mãe dos garotos faleceu e tiveram que se mudar para a cidade grande.
Quando chegaram naquela grande cidade, começaram a procurar uma casa para alugar. Contudo, as casas eram tão pequenas que somente uma pessoa podia morar. Decidiram cada um alugar sua própria casa e, por sorte, uma casa ficava ao lado da outra.
Uma semana passou e perceberam que na rua onde moravam, um cara branco e velho não gostava deles porque era racista.
Ele ameaçou os garotos de morte, se não saíssem de lá, mas não saíram. O velho racista bateu à porta da casa do primeiro garoto, o mais novo. Ele abriu a porta e o homem quase o acertou com um pedaço de madeira, mas ele saiu correndo para a casa do segundo irmão. O velho então arrombou a porta que caiu ao chão e mal deu tempo para os dois fugirem para a casa do terceiro irmão, o mais velho e mais corajoso. Quando o velho racista chegou, empurrou a janela, jogou-se para dentro e caiu dentro de uma bacia cheia de água fervente.
A pele da sua barriga saiu toda. Ele sofreu, mas aprendeu que ser racista “está fora”. E os irmãos viveram unidos e felizes por muito tempo.
Joice Francieli Süptitz e Camila Fernanda Stein Stürmer- 8ª série

Reescrita do clássico “Cinderela”
Cinderela Moderna

Cinderela era uma jovem moderna, linda e acima de tudo amava os pais. Após a morte da mãe, seu pai casou com uma mulher chamada Verônica que tinha 28 anos. Após o casamento Cindi e seu pai Antônio foram morar com Verônica e suas duas irmãs, Pâmela e Vanessa.
Verônica só estava interessada no dinheiro de Antônio, tanto que a matou. Cindi teve que ficar com as três, limpando toda a casa e contentando-se com pouco.
Quatro meses após a morte de Antônio, naquela cidade, o príncipe Juvenal fazia uma festa para escolher a princesa ideal para se casar. Pâmela, Vanessa e Verônica foram convidadas para a festa e Cindi teve que fazer os vestidos das três.
Na noite da festa Cindi estava triste e meio pirada, falando com o secador de cabelo. Ficara magoada só porque ele não respondia. Até que algo mágico aconteceu. Uma criatura estranha pulou e quebrou a janela. Seria um homem de vestido? Ou apenas uma mulher feia? Coisa que nem Cinderela conseguia identificar. Então Cinderela falou:
- Que bicho feio é esse? Você vai ter que pagar o conserto da minha janela!
- Calma! Eu sou seu mago - falou aquela criatura. “Vou te deixar maravilhosa e fazer aquele gato ficar gamado”!
-Então chega de papo e me transforma logo!
- Falou!
O mago de Cinderela transformou-a em uma linda menina de vestido minúsculo. Transformou o secador em um lindo motorista, que pela falta de sorte de Cinderela ainda não falava, e transformou a TV em um carro.
Chegando ao baile funk o mago disse:
- Escuta aqui garota! Vê se volta antes da meia-noite ou ficará sem carona e você vai ter que ir de expresso canela!
-Falou chefia! - Disse Cinderela.
Na festa o príncipe não parava de elogiá-la.
Quando já era onze e cinquenta e oito, Cindi saiu correndo e no final acabou esquecendo o celular na festa. É claro que achou que tinha sido roubado e fez queixa na delegacia.
O príncipe levou o celular à polícia local e descobriu quem era a gata da festa.
Após um ano namorando, o príncipe Juvenal acabou casando com Cinderela, deixando Pâmela, Vanessa e Verônica de boca aberta.
Larissa Schafer- 7ª série

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

5ª Feira do Livro e Mostra Pedagógica

Na Semana que passou alunos e professores da EMEF São Bento participaram das atividades promovidas pela 5ª Feira do Livro de Lajeado.
Os alunos assistiram peça teatral, participaram das palestras com autores presentes, conheceram os diferentes espaços da 5ª Feira do Livro, além de prestigiar um pouco do trabalho que é desenvolvido nesta escola e que podia ser visto na Mostra Pedagógica "Leitura além das Letras".
Alunos, professores e equipe diretiva parabenizam a comissão organizadora da 5ª Feira do Livro pelo maravilhoso trabalho desenvolvido durante a semana.

SEMANA DA FAMÍLIA 2010


Durante a Semana da Família diferentes atividades foram realizadas na EMEF São Bento.
Trabalhos desenvolvidos pelos professores, participação dos pais envolvidos no Projeto Pais Presentes, brincadeiras coordenadas por pais e a Festa da Família que aconteceu no sábado.
Foi uma semana para dedicar à família.
As fotos já foram coladas no álbum que pode ser olhado logo abaixo.


Os vídeos das Oficinas de dança da EMEF São Bento e que se apresentaram na Festa das Famílias podem ser olhados por aqui. Basta clicar no player.

video

AUTOR PRESENTE

Os alunos da 6ª série leram os livros do autor presente Wagner Costa e foram orientados pela professora Andreia Plentz a formarem grupos por obra lida. Juntos refletiram sobre os temas descritos no livro e elaboraram cartazes para apresentação ao grande grupo. Apresentaram aos colegas os temas descritos e a história do livro. Posteriormente o trabalho foi apresentado para os alunos do 6º ano.
As fotos mostram os momentos e o encontro com o autor na Feira do Livro de Lajeado





quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Semana da Família - Pais Presentes



Na Semana da Família a EMEF São Bento está preparando a Festa da Integração das famílias que será no dia 14, sábado à tarde.
O início está previsto para às 14 horas.
Aproveitando a Semana da Família a mãe-presente Nara Adriana criou uma poesia para sua filha Lívia.

Menina de Trança
A trança da menina é comprida como só.
O menino é tão safado, na trança quer dar um nó.
Menina de trança, sorriso de criança
Enquanto caminha parece que dança
Seu corpo balança ao som da esperança.
Tudo que tenho é mais do que eu quis
De todas as alegrias que tenho
A melhor é ver-te sorrir.
Teu sorriso me encanta, menina de trança
Teus olhos me fazem sonhar
Você menina pequena,
É tão gostosa de amar!
( Nara Adriana- Mãe -presente do Jackson e da Lívia)

Dica de Leitura






A EMEF São Bento continua proporcionando dicas de leitura.


Desta vez as dicas são das alunas Morgana e Andriele, 7ª série.


Vamos lá...ler é fundamental!




Procura-se uma bicicleta
Autor: Friedrich Scheck

Tiago sentou-se em um canto e começou a chorar, pois sua bicicleta havia sumido. Ele tinha juntado durante meses sua mesada e quando havia conseguido comprar uma bicicleta, foi roubada..
Contou logo para Daniel e resolveram começar a busca. Elaboraram cartazes e espalharam pela cidade. No dia seguinte passearam pelas ruas e estranharam que alguns dos cartazes haviam sumido. Conversaram com lojistas e descobriram que um menino havia tirado os cartazes e informado que o problema já estava resolvido. Sabendo disso não desistiram e penduraram outros cartazes.
Durante a noite Tiago recebeu uma ligação telefônica que tinha o objetivo de intimidá-los e solicitou que deveriam parar de colar cartazes.
Daniel e Tiago decidiram que procurariam pistas pela rua e andaram até que ficaram famintos. Daniel foi até uma lanchonete e comprou um cachorro quente , enquanto isso Tiago ficou sentado em um banco esperando por alguma pista. Quando Daniel chegou foram até a praça e viram um garoto com um boné vermelho, que parecia suspeito de ter arrancado os cartazes e viram que ele estava chorando, foram ao encontro dele , pediram seu nome e ele respondeu que era Afonso Dutra, logo viraram amigos.
N o dia seguinte se encontraram e ele passou características de quem havia roubado a bicicleta , mas não poderia dizer muito mais porque Risque poderia acabar com ele.
Os dois não desistiram e descobriram muitas pistas!
Se quiseres participar dessa aventura, leia o livro!

Morgana Herrmann/ 7ª série

“O fantástico mistério de Feiurinha”
Autor: Pedro Bandeira

Estava Pedro Bandeira apontando seus lápis e separando algumas folhas quando de repente, apareceu um ser estranho e todo colorido. Achou que fosse o embaixador da França, mas não era. Era Caio Lacaio, que veio em uma estranha missão e disse que as princesas do reino encantado o tinham mandado porque uma das princesas havia sumido, e o nome dessa princesa era Feiurinha. Teria Caio Lacaio que encontrar o autor da história de Feiurinha no mundo real, porque no mundo encantado ninguém lembrava da história dela.
Pedro Bandeira ficou assustado, pois nunca tinha ouvido falar de nenhuma história com esse nome. Já Caio Lacaio pensou em procurar outros autores, pois alguns deles poderiam conhecer a história de Feiurinha. O dia se passou e nada. Caio avisou as princesas que nenhuma informação havia sido encontrada. Quando souberam da notícia ficaram desesperadas, pois se uma delas havia desaparecido “o encanto de ser feliz para sempre poderia acabar”.
Resolveram então ir até esse tal autor Pedro Bandeira, onde Caio estava e quando chegaram foram recebidas com solenidade por Caio Lacaio.
Conversaram com o autor e perguntaram se ninguém com quem ele havia falado conhecia a história, e a resposta foi negativa. Tocou então a campainha e era um telegrama de um autor alemão e no papel estava escrito a resposta da pergunta que Pedro Bandeira havia feito para todos os autores: ”Conhecem a história de Feiurinha?” E a resposta era ...não! E ele também não conhecia.
Branca de Neve desandou a chorar. Pensou que todas as princesas desapareceriam se não encontrassem Feiurinha. Pedro Bandeira consolou-a e disse-lhe que elas jamais desapareceriam porque suas histórias foram eternizadas.
Era esse então o mistério de Feiurinha!!!Ela desapareceu porque ninguém havia escrito a sua história, disse uma das princesas. E Jerusa, a empregada de Pedro Bandeira, falou que conhecia a história de Feiurinha. Começou então a contar...
Era uma vez, uma linda menina que nasceu em uma casa muito pobre, mas era muito amada. Um dia ouviram batidas na porta e eram três bruxas que roubaram a menina dos pais.
Muito tempo se passou, ela cresceu conhecendo as bruxas e um velho bode que era seu amigo, pensava que essa era a sua família.
Numa tarde, as bruxas saíram e deixaram Feiurinha sozinha com o bode. Feiurinha estava muito triste porque achava que era muito feia, já que as bruxas sempre diziam que ela era horrorosa e que elas eram lindas. Começou então a chorar, uma nuvem pairou sobre o bode e ele se transformou em um lindo príncipe. O príncipe disse que iria ao seu reino para retomar suas posses, voltaria para buscá-la, e os dois se casariam e seriam felizes para sempre.
Um tempo depois as bruxas voltaram e sentiram a falta do bode. Perceberam que Feiurinha havia o desencantado e bolaram rapidamente um plano...
Querem saber como continua a aventura? É só retirar e ler o livro!!! Ele é muito interessante!!!! Eu recomendo!

Andriéli Mota Conrad - 7ª série

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Interséries do 1º Semestre 2010



No dia 23 de julho aconteceram as Interséries das séries finais da EMEF São Bento.
Os jogos realizaram-se no Parque do Imigrante.
A coordenação ficou por conta dos professores Alex e Jandir.
A 8ª série sagrou-se campeã no futsal e no vôlei.
Parabéns para todos que participaram.






Mensagem para o 2º Semestre de 2010

OTijolo